Parada do Orgulho em SP: como se preparar para a maior manifestação do mundo

parada do orgulho

A Parada do Orgulho em SP chega em mais uma edição como a maior manifestação a favor da comunidade LGBTQIAP+ do mundo. Confira todas as dicas para o evento.

O que você vai ler por aqui

Há muitos anos ocorre a Parada do Orgulho em SP, evento que já chegou a reunir mais de 2,5 milhões de pessoas – sendo reconhecida como a maior manifestação do gênero no mundo todo.

Isso significa que todos os anos, pessoas de todos os gêneros, sexualidades e intenções frequentam o evento para apoiar ou simplesmente acompanhar a celebração da causa, incluindo a pessoa que escreve o artigo. Oi, rsrs!

Falar da parada é resgatar alguns momentos da minha vida como viajante (em dado momento), mas também como morador da cidade de São Paulo em outro: por vezes um caos, por outras pura diversão.

Mesmo sob esses dois extremos, eu tenho um consenso sobre a Parada do Orgulho: todo mundo deveria curti-la pelo menos uma vez na vida.

Com isso em mente e por amor a causa que me contempla, decidi começar esse especial do orgulho aqui no blog com algumas dicas e considerações para quem está se preparando pra curtir o evento pela primeira vez.

Qualquer dúvida, podem comentar, e depois voltem aqui pra me dizer como foi a parada, combinado? Vamos lá!

Informe-se, monte a programação desejada e chegue cedo

O primeiro passo para curtir a Parada do Orgulho em São Paulo, ou qualquer outro evento, é ter o mínimo de informação em mãos, fatores como horário do evento, local (ou locais por onde passa, nesse caso) e as atrações.

Isso vai ajudar você a se planejar como um todo e até decidir onde ficar hospedado, caso não queira ficar muito perto ou longe da atração.

Eu não sou o tipo de viajante que planeja detalhe por detalhe e confesso que me informo muito sobre o básico do evento e tomo decisões em tempo real quando estou lá, então tá tudo bem se você também é assim, mas é importante ter essas informações básicas e também ter um plano B caso precise recalcular a rota em algum momento (como saber onde pesquisar quando precisar).

A dica que dou é a de utilizarem o próprio instagram do evento, que costuma ser atualizado mais rápido do que o site.

Outro conselho é sobre o horário de chegada: eu recomendo que você não chegue muito tarde nos locais de concentração da parada, pois quanto mais tarde, mais complicado de conseguir um local satisfatório ou se localizar.

A Parada do Orgulho de SP é um dos eventos com mais pessoas presentes da cidade e não subestime o poder de tanta gente reunida.

Você sendo alguém de fora (provavelmente), também recomendo ter uma noção de todos os serviços disponíveis pra te auxiliarem em casos específicos – desde saber onde tem banheiros decentes o bastante para uso (você vai querer fugir dos quimicos), até autoridades como ajuda policial.

Foto real da Parada na Avenida Paulista (foto não é minha)

Ficar no mesmo lugar ou seguir o trio?

Existem basicamente duas maneiras de curtir a parada do orgulho.

Você pode ficar em torno dos trios / passeata e acompanhar todas as atrações do mesmo lugar, sabendo onde encontrar os seus amigos e se localizar bem caso qualquer coisa aconteça (o modo preferido das minhas costas hoje, rsrs).

Outra possibilidade envolve seguir o fluxo – normalmente atrás do trio daquele seu artista ou atração favorita.

Em ambos os casos a movimentação vai ocorrer eventualmente, pois vai chegar um momento em que todos os trios terão passado, mas entender esse fluxo no início é importante pra você gerenciar a energia do começo ao fim.

Outro ponto é que a parada pode “acabar” em determinados pontos e seguir em outros… quando você perceber os trabalhadores limpando a área e desmontando tudo, é porque nas áreas públicas principais o evento já terminou, então chegou a hora de descobrir onde é o after ou simplesmente ir para casa.

É seguro estar na Parada de Orgulho de São Paulo?

Sem tabus nesta resposta: depende.

Como toda manifestação de rua em São Paulo ou qualquer outro lugar do mundo, é importante ter atenção aos nossos pertences, afinal, estamos no meio de muitas pessoas – muitas vezes desatentos e alcoolizados, o que é um prato cheio para quem quer se aproveitar da situação ou um contexto que simplesmente aumenta nossas chances de acabar deixando algo para trás.

Os furtos são bastante comuns, já aconteceu comigo e sim, pode ocorrer com qualquer um.

Normalmente não são atos violentos, não são nem perceptíveis.

A melhor maneira de curtir a parada do orgulho em segurança é guardar tudo em um local de difícil acesso a ponto de até o próprio usuário precisar parar em um local específico e dedicar o mínimo esforço para alcançar ou guardar novamente.

Outras dicas importantes (e modernas) envolvem o cuidado no pagamento por aproximação ou cartão (sempre verificar o visor da maquininha de pagamento pra evitar golpes) e também não andar com quantidades altas de dinheiro em papel moeda.

Tirar fotos e outras coisas é tranquilo desde que você perceba seus arredores, pois é muito fácil alguém simplesmente tomar o celular da sua mão e sair pra qualquer lado, mas é mais sobre atenção neste caso, não acho que precisamos ter tanto pânico a ponto de não levar o celular e potencialmente perder a comunicação com todos.

É importante que você saiba, no entanto, que muitos locais preferem deixar o celular em casa ou até mesmo levar um celular mais simples pra não ficarem sem comunicação alguma.

Eu já gravei um vídeo (sem muitos problemas) na parada (em 2022):

Não é atoa que não tenho muitas fotos com amigos na parada, pois a recomendação geral, é: não abuse da sorte.

Como é o clima na parada? Costuma chover?

Não lembro de sofrer com frio ou calor excessivo durante nenhuma parada do orgulho em São Paulo, e sobre chuva, pelas minhas experiências passadas, eu só lembro de chover no fim do dia, não lembro de pegar chuva no meio da parada.

Porém, essa foi a minha experiência e pra esse tópico fiz questão de pesquisar sobre o clima em junho:

Junho a Agosto são os meses de inverno em São Paulo, e isso pode assustar algumas pessoas, mas é importante lembrar que não estamos falando do inverno europeu ou do sul do Brasil, mas sim do Sudeste, que é normalmente um inverno ameno e até mesmo com dias mais abafados.

A previsão de tempo ao longo dos anos diz que o período pode, sim, ficar com ar seco e gelado. A temperadura geral pode alternar entre 17º e 26º graus.

Na dúvida, acompanhe a previsão do tempo.

O que vestir na Parada do Orgulho em São Paulo?

Bom, aqui já vai um aviso: eu definitivamente não sou a pessoa pra te aconselhar em como se vestir, normalmente sou quem nunca acerta no look, hehe.

Mas, em geral, podemos nos basear no clima e nas condições da parada para entender como se vestir.

Considerando que é um evento aberto, cheio de gente, em que você provavelmente vai estar bebendo, se movimentando, inevitavelmente aglomerado entre outras pessoas, não tem muito segredo aqui:

Se vista de maneira confortável e leve. O calor vai vir de um jeito ou de outro.

Sendo um evento em torno do orgulho LGBTQIAP+, é obvio que os acessórios e cores são super bem-vindos, tais como os famosos glitters (fáceis de colocar e quase impossíveis de tirar, hehe).

Use e abuse de maquiagens coloridas (independente do seu gênero) e de tudo o que for confortável e importante pra você, pois a parada é um momento único em que a expressão de todos é importante e super bem-vinda.

Eu nunca arrisquei muito nesse quesito fashion, sempre me vesti de maneira casual e como me sinto bem, então essa dica é válida também.

Eu (autor do post) na Festa AMEM

Mantenha a saúde em ordem

Eu vou ser bem sincero mais uma vez por aqui: eu já bebi tanto durante a parada a ponto de não lembrar de muita coisa no dia seguinte. Me orgulho disso? não!

Simplesmente porque a gente se deixa levar pelo ótimo momento que é a parada.

Mas o dia seguinte não vale a pena, e os riscos também não valem a pena.

Por isso, na hora de planejar o look e todo o resto, lembre da importância de se hidratar durante o processo, carregar água ou lembrar de comprar de tempo em tempo.

Não só de alcool vivemos e considerando todos os riscos por falta de atenção do evento, é importante ficar alerta (não preocupado ou paranoico)

É bem simples: lembre de beber água e comer algo leve durante a parada e planeje pausas durante o rolê.

Polêmicas

A Parada do Orgulho é um evento aberto e gratuito, isso significa que todo tipo de pessoa vai frequenta-lo. Isso, somado a bebidas, pode resultar em situações desagradáveis e polêmicas, o que não deve refletir o propósito do evento – que é o de celebrar uma causa.

Se você presenciar furtos, pessoas praticando atos obscenos ou qualquer outro tipo de coisa incoveniente, respire fundo e lembre que a parada não é sobre isso.

Por fim, mas não menos importante: Respeite as Diferenças!

Eu não acho um exagero reforçar a importância de respeitarmos as diferenças, mesmo quando estamos falando sobre a Parada do Orgulho em SP.

Isso porque sempre vamos lidar com pessoas diferentes do que a gente, ainda mais em um evento como esses, e é importante lembrar que todos querem se sentir como a gente: bem-vindos e aceitos, portanto, cuidado com olhares tortos ou atitudes incovenientes quando lidar com adversidades, por mais que essa não seja a sua intenção, ok?

Não tem receita certa pra isso, apenas reflita como você gostaria de ser tratado em situações semelhantes, a empatia é um bom remédio contra o preconceito.

Informações importantes

A Parada do Orgulho é um evento gratuito, que ocorre na Avenida Paulista de São Paulo, durante o mês de Junho.

Para informações de data/horário e todos os dados mais atualizados, confiram sempre no site e no perfil do evento no instagram.

O mês do orgulho LGBTQIAP+ contempla uma série de eventos em todo o mundo, além da parada, e você pode se informar de tudo o que a organização da parada vai realizar se for estender sua estadia em São Paulo, como a Feira Cultural da Diversidade (que ocorre normalmente alguns dias antes).

Tudo isso você encontra no site.

Lembre-se de beber água, se manter seguro e curtir o evento com responsabilidade.

A parada pode ser um evento divertido, seguro e saudável se você e seus amigos tomarem os devidos cuidados e planejarem com cuidado.

parada do orgulho
Meu registro mais antigo na Parada do Orgulho, provavelmente a segunda vez que fui, em 2014 ou 2015

E aí, Nomadico: nos vemos por alguma parada ao redor do mundo?

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados

You cannot copy content of this page